Portal RPJNEWS

MENU

Notícias / Mundo

AstraZeneca admite "efeito colateral raro" em vacina contra Covid-19

Empresa reconhece ocorrência de síndrome de trombose em processo judicial na Inglaterra

AstraZeneca admite
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A gigante farmacêutica AstraZeneca deu um passo significativo ao admitir, pela primeira vez, a ocorrência de um "efeito colateral raro" em sua vacina contra a Covid-19. A informação veio à tona durante uma ação coletiva movida por pessoas que desenvolveram trombose após a vacinação no Reino Unido, onde 51 famílias pleiteiam uma indenização de até R$ 700 milhões.

No processo, a AstraZeneca reconheceu que sua vacina "pode, em casos muito raros, causar síndrome de trombose com trombocitopenia (TTS)". Essa condição médica é caracterizada pela formação de coágulos sanguíneos, aumentando os riscos de entupimento de veias e artérias.

Essa admissão levanta novas questões sobre a segurança e eficácia das vacinas contra a Covid-19, especialmente no que diz respeito aos efeitos colaterais raros. Enquanto milhões de pessoas em todo o mundo recebem vacinas para combater a pandemia, a divulgação dessa informação pela AstraZeneca pode influenciar a confiança do público e gerar debates sobre a transparência das empresas farmacêuticas em relação aos potenciais riscos associados às vacinas.

Fonte/Créditos: Da redação

Comentários: