Portal RPJNEWS

MENU

Notícias / Mundo

Corpos de 40 bebês e crianças foram encontrados em comunidade atacada pelo Hamas, diz TV

Porta-voz das forças armadas negou que crianças tenham sido decapitadas, como afirmou mídia local

Corpos de 40 bebês e crianças foram encontrados em comunidade atacada pelo Hamas, diz TV
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Militares israelenses encontraram cerca de 40 bebês e crianças mortos na comunidade de Kfar Aza, atacada pelo Hamas no sábado, segundo afirmou um canal de televisão local.

Segundo a emissora i24News, algumas das crianças teriam sido decapitadas. Para a agência turca Anadolu, um porta-voz das forças armadas do país disse não ter confirmações quanto a isso. O canal atribuiu a informação a um comandante do Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês). Relato semelhante foi publicado no jornal britânico The Independent, que também visitou Kfar Azar. A publicação disse, no entanto, não ter visto evidências de bebês decapitados.

Kfar Aza fica nas proximidades de Gaza, cerca de cinco quilômetros de distância do território palestino.

— Não é uma guerra, não é um campo de batalha. Você vê os bebês, a mãe, o pai, em seus quartos, em suas salas de proteção e como os terroristas os mataram. É um massacre — disse o major-general Itai Veruv aos jornalistas,.

De acordo com a emissora, o local foi atacado por 70 membros do grupo terrorista, e a destruição ainda pode ser vista na área, com carros destruídos e corpos ainda sendo removidos.

Os combates entre o Exército de Israel e os guerrilheiros do Hamas continuam, quando autoridades israelenses afirmam ter retomado todas as localidades invadidas por extremistas palestinos no sul do país. Os confrontos e ataques já deixaram, até o momento, mais de mil mortos, entre israelenses e palestinos. Há ao menos dois brasileiros entre os mortos, a carioca Bruna Valeanu e o gaúcho Ranani Nidejelski Glazer. Uma terceira brasileira, Karla Stelzer Mendes, segue desaparecida.

Comentários: