Portal RPJNEWS

MENU

Notícias / Policial

Executivo e Esposa Encontrados Mortos, Suspeitas de Crime por encomenda

Investigações apontam para trama envolvendo compensações financeiras.

Executivo e Esposa Encontrados Mortos, Suspeitas de Crime por encomenda
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Em 16 de abril, a tranquila cidade de Nasu, na província de Tochigi, foi abalada pela descoberta chocante dos corpos queimados de um executivo de empresa e sua esposa nas margens de um rio. O casal, identificado como Ryutaro Takarajima (55) e Sachiko Takarajima (56), foi vítima de um ato hediondo que chocou a comunidade e lançou luz sobre um enredo obscuro de compensações financeiras.

Segundo informações reveladas por investigadores, um homem que atuou como intermediário admitiu ter distribuído 2,5 milhões de ienes para cada um dos executores do crime. Este homem intermediário, juntamente com outro indivíduo que atuou como instrutor, emergiu como peças-chave em uma trama que parece estar centrada em um motivo financeiro.

Os suspeitos identificados como Kang Kwan-ki (20) e Wakayama Kirato (20), foram detidos em conexão com o crime. Ambos são acusados de terem ateado fogo nos corpos das vítimas. Enquanto isso, Hikaru Sasaki (28), apontado como o instrutor, e Ryoken Hirayama (25), o intermediário, também foram presos sob suspeita de envolvimento na trama.

As investigações revelaram transações financeiras suspeitas, com Hirayama admitindo ter repassado as compensações aos executores do crime. Sasaki, por sua vez, foi encontrado com grandes somas de dinheiro em sua posse, levantando questões sobre o papel de outras partes envolvidas e a possibilidade de um quarto conspirador.

A complexidade do caso aumenta à medida que mais detalhes emergem, destacando a necessidade de uma investigação minuciosa por parte das autoridades. Enquanto isso, a comunidade local permanece atordoada e em busca de respostas diante dessa tragédia sem sentido.

Fonte/Créditos: Da redação

Créditos (Imagem de capa): RPJ

Comentários: