Portal RPJNEWS

MENU

Notícias / Policial

Filipinos suspeitos de assassinar casal japonês foram presos novamente

O fato de ambos os suspeitos se conhecerem desde as Filipinas sugere uma possível conexão pré-existente entre eles

Filipinos suspeitos de assassinar casal japonês foram presos novamente
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Dois suspeitos filipinos, Hazel Ann Baguisa Morales, de 30 anos, e Bryan Jefferson Lising Dela Cruz, de 34 anos, foram presos novamente sob suspeita de assassinar um casal japonês em Tóquio, em janeiro.

Os suspeitos negam as acusações, mas a polícia acredita que eles se esconderam dentro da casa das vítimas por várias horas antes de cometerem o crime.

O casal japonês, Norihiro Takahashi, de 55 anos, e sua esposa Kimie, de 52 anos, foi encontrado morto em sua casa no bairro Adachi. Os suspeitos foram indiciados por abandonarem os corpos das vítimas e agora enfrentam novas acusações de invasão à residência do casal e assassinato.

Morales, desempregada e moradora do bairro Adachi, e Dela Cruz, que trabalhava para uma empresa de construção e mora na província de Ibaraki, negam envolvimento direto no assassinato.

Imagens de câmeras de segurança mostram os movimentos do casal japonês em sua residência no dia do crime, sugerindo que os suspeitos possam ter entrado na casa naquela manhã.

A polícia acredita que os suspeitos se esconderam dentro da casa por várias horas antes de cometerem o assassinato, o que indica uma ação premeditada e planejada.

O fato de ambos os suspeitos se conhecerem desde as Filipinas sugere uma possível conexão pré-existente entre eles, o que pode ser relevante para entender o motivo por trás do crime.

Dela Cruz afirmou que Morales o solicitou a cometer o crime e lhe prometeu uma recompensa. Isso sugere uma possível motivação financeira por trás do assassinato. A descoberta do sangue de Dela Cruz dentro da casa e os vestígios de sangue que possivelmente pertencem a Morales em uma faca sugerem sua presença no local do crime e seu envolvimento direto na ação criminosa.

Fonte/Créditos: Da redação-TBSNEWS TV YOUTUBE

Comentários: