Portal RPJNEWS

MENU

Notícias / Policial

Funcionário de uma casa de repouso acusado de múltiplos crimes em Nagano-Ken

Administrou drogas psicotrópicas a pacientes em casa de repouso da cidade de Shiojiri

Funcionário de uma casa de repouso acusado de múltiplos crimes em Nagano-Ken
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

NAGANO – Um ex-funcionário de uma casa de repouso acusado de múltiplos crimes foi preso novamente em 11 de outubro sob suspeita de assassinar um dos residentes.

Daisuke Mochizuki, 40, é suspeito de administrar drogas psicotrópicas fatalmente a Yuko Maeda, 77, em 28 de maio do ano passado, na casa de repouso em Shiojiri, província de Nagano.

Mochizuki trabalhava no turno diurno no momento em que Maeda morreu e foi o último funcionário a vê-la viva, segundo a polícia.

Antes de Mochizuki sair, ele relatou que Maeda havia reclamado de dor de estômago. Maeda foi encontrada imóvel na manhã seguinte. Uma autópsia do corpo da vítima encontrou vestígios de uma droga psicotrópica em seu sistema - uma droga que Mochizuki havia prescrito para tratar sua própria doença crônica.

A polícia não revelou se o suspeito admitiu ou negou as acusações. Mochizuki já havia sido preso várias vezes por diversas suspeitas, incluindo a retirada de 70.000 ienes (US$ 469) da conta bancária de Maeda.

Ele também é acusado de roubar dinheiro de contas de outros residentes e de drogar sua colega de trabalho ao administrar seu café com remédios psicotrópicos.

Mochizuki, um cuidador certificado, começou a trabalhar na casa de repouso em janeiro de 2022. Seu trabalho incluía cuidar dos assuntos financeiros de alguns residentes, segundo o chefe da instituição.

Ele era conhecido por ser um funcionário educado e cooperativo até ser preso sob suspeita de fazer um falso relatório de desastre à prefeitura local em junho de 2022. Ele deixou o emprego pouco depois.

Por Kimihiko Sato, Okuto Ko, Doni Tani e Takunori Yasuda

Comentários: