Portal RPJNEWS

MENU

Notícias / Comunidade

O cancelamento da passagem de ano em Shibuya foi uma medida sensata e responsável por parte das autoridades locais

Cancelamento da contagem regressiva em Shibuya foi o crescente medo em relação ao novo coronavírus

O cancelamento da passagem de ano em Shibuya foi uma medida sensata e responsável por parte das autoridades locais
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

No Japão, a passagem de ano em Shibuya, em Tóquio, é conhecida por atrair milhares de pessoas de todo o país e do mundo para celebrar a chegada do novo ano. 

No entanto, pelo quarto ano consecutivo, o evento foi cancelado devido a preocupações com a segurança. Desde 2018, a passagem de ano em Shibuya tem sido alvo de controvérsia, com muitos relatos de tumultos, desordem e violência. 

Para tentar controlar a situação, as autoridades locais decidiram cancelar a festividade e conduzir uma abordagem mais cautelosa, no entanto, mesmo com o cancelamento oficial, milhares de pessoas ainda se reuniram em Shibuya para celebrar a chegada do novo ano. Entre os presentes, havia também um grande número de estrangeiros.

As autoridades japonesas, cientes deste quadro, montaram um esquema de segurança ao redor do cruzamento de Shibuya, policiais foram destacados para controlar a multidão e garantir a ordem durante a noite. Felizmente, apesar das preocupações iniciais, não houve relatos de grandes problemas ou incidentes graves.

Uma das principais razões para o cancelamento da contagem regressiva em Shibuya foi o crescente medo em relação ao novo coronavírus, com a pandemia em andamento e o aumento dos casos de COVID-19 em todo o mundo, as autoridades japonesas optaram por não promover grandes aglomerações e eventos públicos. O Japão, assim como outros países, tem enfrentado dificuldades para controlar a disseminação do vírus. 

O cancelamento da passagem de ano em Shibuya foi uma medida sensata e responsável por parte das autoridades locais. Embora muitos tenham ficado desapontados com a decisão, é fundamental priorizar a segurança e o bem-estar da população.

No lugar das celebrações tradicionais, muitos japoneses optaram por comemorar o novo ano em casa, junto de seus familiares e entes queridos. Em um momento de incertezas e desafios, é fundamental valorizar as relações próximas e seguir todas as orientações de saúde pública.

A passagem de ano em Shibuya certamente é um evento icônico para os japoneses e estrangeiros que visitam o país. No entanto, diante das circunstâncias atuais, é necessário adotar medidas para evitar riscos desnecessários. A prioridade deve ser garantir a saúde e a segurança de todos.

Espera-se que, com a melhora da situação da pandemia no futuro, a passagem de ano em Shibuya possa ser retomada com segurança, permitindo que as pessoas possam desfrutar dessa experiência única de celebração. Até lá, é essencial seguir as orientações das autoridades de saúde e continuar cuidando uns dos outros.

Comentários: