Portal RPJNEWS

MENU

Notícias / Comunidade

Trabalhador Brasileiro Luta por Justiça após Decisão Polêmica

Enquanto manuseava uma faca de lâmina curta, o brasileiro Azuma Wender sofreu um corte profundo na mão

Trabalhador Brasileiro Luta por Justiça após Decisão Polêmica
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

No seu primeiro dia de trabalho na fábrica Chiyoda Seisakusho, localizada em Gunma-ken, no Japão, o brasileiro Azuma Wender enfrentou uma situação de perigo que resultou em um grave acidente. Enquanto manuseava uma faca de lâmina curta, Azuma sofreu um corte profundo na mão. O incidente ocorreu em meio à falta de acessórios de segurança adequados e à ausência de instruções sobre os perigos envolvidos na tarefa.

Relatos indicam que a fábrica, além da empreiteira chamada Light Kenko, demoraram a acionar a ambulância mesmo diante da gravidade da situação. O trabalhador brasileiro perdeu uma quantidade significativa de sangue e chegou a perder a consciência devido à demora no socorro.

Veja reportagem no canal do youtube da RPJ

O caso envolvendo o trabalhador brasileiro Azuma Wender foi para o tribunal e advogados, tomou um rumo controverso após a decisão do tribunal japonês, deixando-o indignado e determinado a buscar por justiça. Após o acidente na fábrica Chiyoda Seisakusho em Gunma-ken, Azuma viu-se confrontado com acusações graves e uma atribuição de culpa que ele considera injusta.

Durante o processo judicial, o advogado da empresa ré alegou que Azuma cortou-se propositalmente na tentativa de obter uma compensação financeira. Essa acusação, segundo Azuma, é completamente infundada e uma tentativa desesperada de desvirtuar os fatos. Ele afirma que o acidente ocorreu devido à falta de condições de segurança no local de trabalho e à negligência por parte da empresa e da empreiteira.

A decisão do tribunal, que concluiu que Azuma possui 60% de culpa pelo incidente, deixou-o perplexo e insatisfeito. Ele argumenta veementemente contra essa atribuição de culpa, alegando que ele estava apenas cumprindo suas funções laborais no momento do acidente e que a responsabilidade principal recai sobre as empresas envolvidas, que falharam em garantir um ambiente de trabalho seguro.

Determinado a buscar por justiça, Azuma está considerando todas as opções legais disponíveis para contestar a decisão do tribunal e garantir que sua verdade seja reconhecida. Ele ressalta a importância de não apenas defender seus direitos individuais, mas também de lutar por uma maior proteção e respeito aos trabalhadores estrangeiros no Japão.

O caso de Azuma Wender levanta questões preocupantes sobre as condições de segurança e o tratamento dispensado aos trabalhadores estrangeiros no Japão. A falta de equipamentos de proteção adequados e a negligência no atendimento emergencial destacam falhas graves que comprometem a integridade física e a vida dos trabalhadores.

Fonte/Créditos: Da redação

Créditos (Imagem de capa): RPJNEWS

Comentários: