Portal RPJNEWS

MENU

Notícias / Mundo

Comunicação entre controlador e pilotos pode ter causado a colisão das aeronaves em Haneda

Recuperado a caixa preta de um avião da Guarda Costeira que colidiu com o A350

Comunicação entre controlador e pilotos pode ter causado a colisão das aeronaves em Haneda
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O Ministério de Terras, Infraestrutura, Transporte e Turismo anunciou no dia 2 que um avião de passageiros da Japan Airlines colidiu com uma aeronave da Guarda Costeira Japonesa logo após pousar no aeroporto de Haneda, em Tóquio. O acidente resultou em um incêndio e na morte de cinco membros da tripulação da Guarda Costeira Japonesa.

Após investigação, constatou-se que o controlador de tráfego aéreo instruiu a aeronave da Guarda Costeira Japonesa a seguir até um certo ponto antes de entrar na pista, enquanto o capitão da Guarda Costeira Japonesa recebeu permissão do controlador para decolar, gerando confusão devido a percepções distintas.

Segundo funcionários do Ministério de Terras, Infraestrutura, Transporte e Turismo, os controladores de tráfego aéreo deram permissão para a Japan Airlines entrar na pista. No entanto, instruíram as aeronaves da Guarda Costeira do Japão a prosseguir o máximo possível antes de entrar na pista.

O capitão da aeronave da Guarda Costeira afirmou logo após o acidente que tinha "obtido permissão para decolar", indicando um entendimento completamente contraditório.

Imagens do momento da colisão 

O Conselho Nacional de Segurança nos Transportes, responsável por investigar as causas de acidentes aéreos, enviou seis investigadores de acidentes ao local e iniciou uma investigação em larga escala. As circunstâncias e a causa do acidente serão investigadas.

Recuperação da caixa preta da Guarda Costeira do Japão

O Conselho Nacional de Segurança nos Transportes iniciou uma investigação em larga escala na manhã do dia 3. Takuya Fujiwara, investigador de acidentes de aviação do Conselho de Segurança de Transporte do Japão, confirmou a condição dos aviões e das peças espalhadas durante a investigação matinal.

Ele revelou que havia recuperado a caixa preta de um avião da Guarda Costeira do Japão e expressou o desejo de analisar os dados contidos nela em seu escritório. A caixa preta da Japan Airlines ainda não foi recuperada. No dia 3, a equipe de investigação permaneceu no local até a noite para examinar a situação da aeronave.

Delegacia de Polícia Metropolitana inicia investigação no local

Em resposta a este acidente, a Polícia iniciou uma investigação por negligência profissional. No mesmo dia, cerca de 30 investigadores realizaram inspeções no local, principalmente na pista onde ocorreu o acidente.

O Departamento de Polícia, em cooperação com organizações relacionadas como o Conselho Nacional de Segurança nos Transportes, conduzirá entrevistas com os envolvidos para investigar as circunstâncias detalhadas do acidente.

Fonte/Créditos: NHK

Créditos (Imagem de capa): The Times and The Sunday Times

Comentários: