Portal RPJNEWS

MENU

Notícias / Comunidade

Hiroshima se Conecta com o Mar e a Natureza Através de Gigantesco Mural Urbano

Projeto Colaborativo Transforma Cerca Temporária em uma Janela para a Beleza Natural de Hiroshima

Hiroshima se Conecta com o Mar e a Natureza Através de Gigantesco Mural Urbano
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

No pitoresco bairro de Naka, na cidade de Hiroshima, uma surpresa monumental emerge para encantar os transeuntes. Um enorme mural, medindo aproximadamente 3 metros de altura por 30 metros de comprimento, adorna uma cerca temporária de construção, transformando-a em uma obra de arte pública. Este feito visualmente impressionante é resultado do "Connecting Art Project", uma iniciativa de colaboração entre diversas indústrias e a comunidade local.

Localizado no distrito de Otemachi, o mural é mais do que uma simples peça de decoração urbana; é uma celebração da identidade de Hiroshima e sua ligação com o mar e a natureza circundante. O mural retrata um cenário que evoca as ilhas imaginárias e as águas serenas do Mar Interior de Seto, proporcionando uma visão poética e inspiradora para os espectadores.

O projeto é uma iniciativa da Federação de Turismo da Prefeitura, que busca promover a beleza natural e cultural de Hiroshima de uma forma inovadora e acessível. Ao unir diferentes setores da indústria e a comunidade local, o "Connecting Art Project" não apenas embeleza o espaço urbano, mas também fortalece os laços entre os habitantes da cidade e seu ambiente.

Com a exposição programada para permanecer até setembro, os moradores e visitantes têm a oportunidade de contemplar essa expressão única da arte pública, que não só transforma uma cerca temporária em um marco visual, mas também ressalta a rica herança natural e cultural de Hiroshima. Este mural não é apenas uma peça de arte, mas sim um convite para refletir sobre a interconexão entre a cidade, o mar e a natureza, e como esses elementos fundamentais moldam a identidade e o espírito de Hiroshima.

Comentários: