Portal RPJNEWS

MENU

Notícias / Policial

Mãe é presa pela morte do filho

Criança morreu ao ser deixada sozinha em apartamento com futon encharcado de querosene

Mãe é presa pela morte do filho
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O incidente aconteceu em março deste ano, uma mãe de 25 anos foi presa por deixar seu filho de 2 anos morrer em um futon embebido com querosene, a criança morreu após ser levado ao hospital. A causa da morte é considerada "envenenamento por hidrocarbonetos e dermatite".

Embora possa ser difícil intervir em situações de abuso ou negligência infantil, é crucial denunciar o mais cedo possível para que ações possam ser tomadas para proteger a criança. As crianças são vulneráveis e necessitam de adultos responsáveis para cuidar delas, e quando essas responsabilidades não são atendidas, é um dever moral denunciar tais incidentes às autoridades competentes.

A negligência e o abuso infantil não são assuntos isolados, o que significa que há muitas crianças em todo o mundo que sofrem de abuso, negligência e exploração por parte de seus cuidadores. As consequências dessas ações podem ter impactos profundos e duradouros na vida dessas crianças. As crianças que são abusadas e negligenciadas têm maior probabilidade de sofrer problemas emocionais e comportamentais, tais como depressão, ansiedade, dificuldades de aprendizagem e desconfiança dos outros.

Portanto, é fundamental que haja mais conscientização e educação sobre os sinais de abuso e negligência infantil, além de mecanismos para denunciar tais incidentes de forma segura e eficaz. As autoridades competentes, incluindo os serviços sociais e as organizações de proteção infantil, devem ser apoiadas e adequadamente financiadas para garantir que possam proteger as crianças vulneráveis ​​e ajudá-las a superar quaisquer traumas ou problemas emocionais resultantes da negligência e do abuso.

Por fim, a prisão da mãe de Kurishin é um triste lembrete de que a negligência e o abuso infantil são problemas sérios e persistentes em muitos países. Precisamos estar vigilantes e denunciar quaisquer incidentes suspeitos, a fim de garantir que as crianças estejam seguras e protegidas, e que cada criança possa ter a oportunidade de crescer e se desenvolver plenamente em um ambiente seguro e acolhedor.

 “Eu derramei querosene no fogão”

Enquanto Saito negava as acusações, ela disse aos investigadores que havia derramado querosene no fogão da sala. A polícia está investigando cuidadosamente a possibilidade de que o querosene do fogão tenha encharcado o futon. Por outro lado, no dia 24 de março, quando o incidente foi descoberto, Saito estava fora de casa há muito tempo, e a polícia também está investigando a possibilidade de abandono e negligência no cuidado diário da criança.

 

Comentários: