Portal RPJNEWS

MENU

Notícias / Comunidade

Seleção brasileira veste preto contra o racismo

A decisão faz parte de medidas da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para combater o racismo

Seleção brasileira veste preto contra o racismo
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Ao invés da tradicional camisa canarinho e short azul, o Brasil jogará de preto o amistoso diante da seleção de Guiné, marcado para o próximo sábado (17), no estádio Cornellà-El Prat, nos arredores de Barcelona. A decisão faz parte de medidas da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para combater o racismo.

O estopim desta iniciativa foi o último ataque racista sofrido pelo atacante Vinicius Júnior, do Real Madrid, em partida pelo Campeonato Espanhol. Esta será apenas a segunda vez em que a seleção brasileira entrará em campo com o uniforme da mesma cor. A primeira ocorreu há 109 anos, em 1914, quando a equipe jogou inteiramente de branco. A seleção jogará desta forma apenas no primeiro tempo. Na segunda etapa, os jogadores estarão com a vestimenta clássica, usada desde 1952. Porém, uma mensagem de combate ao racismo também estará no uniforme. No último dia 21 de maio, no estádio Mestalla, torcedores do Valencia xingaram o Vinícius Júnior de “macaco”. O fato causou reação do próprio jogador, que cobrou atitudes da liga espanhola contra repetidos episódios de racismo contra ele nos estádios.

Após rebater Vinicius Júnior, o presidente da entidade, Javier Tebas, pediu desculpas ao atleta de 22 anos e prometeu ações contra estes crimes. O Brasil também pediu providências ao governo espanhol. O caso também gerou reações e manifestações de outros esportistas e celebridades. A cantora Anitta usou figurino com o nome de Vinicius Júnior em seu show, na final da Champions League, no último sábado (10), entre Manchester City e Inter de Milão, na Turquia. Diante de Guiné, no sábado (às 16h30, horário de Brasília), e Senegal, na terça-feira (20), o Brasil será comandado pelo técnico interino, Ramon Menezes.

A maior parte dos jogadores convocados já está em Barcelona para os amistosos. Em março de 2024, Brasil e Espanha também farão amistoso, em mais uma iniciativa de combate ao racismo. O duelo será chamado “Uma só pele”. O jogo fará parte da data Fifa, entre os dias 18 e 26 de março, mas o dia ainda não foi definido pelas entidades que comandam o futebol dos dois países.

Comentários: